Economia

Nubank demite 40 e fecha assessoria de investimentos

Nesta terça-feira (31), o Nubank demitiu 40 funcionários e fechou a assessoria de investimentos. Os cortes não têm relação com a queda nos fundos de investimento que tinham debêntures da Americanas na composição que tiveram queda de rendimento após a crise financeira da varejista vir à tona. Esses ativos são geridos pela Nu Asset.

Segundo apurou o jornal O Estado de São Paulo, as demissões têm relação com a estratégia da empresa e o cenário econômico. Porém, o foco do negócio em clientes de alta renda continua. No total, a empresa tem 70 milhões de clientes.

O fim da área de recomendação de investimentos não afeta os clientes que têm investimentos financeiros no Nubank ou na corretora NuInvest (antiga Easynvest).

O Nubank informou que o fim da área foi decidido após “cuidadosa avaliação” e que o serviço estava disponível para uma pequena parcela dos clientes. Quem tinha acesso a ele podia receber orientações sobre em quais ativos investir, em renda fixa ou variável, de acordo com o grau de risco de cada perfil e o prazo para o resgate.

– O quadro de funcionários do Nubank aumentou de 6 mil para 8 mil funcionários em 2022, e, conforme já anunciado, a empresa segue contratando, no ritmo adequado para seus planos de negócios em 2023 – informou o Nubank.

O Nubank não é o primeiro a demitir no mercado de investimentos, que ganhou força com a queda da taxa de juros registrada entre 2018 e 2021. Empiricus e XP, por exemplo, estão entre as empresas que fizeram cortes. Nem o mercado de influenciadores. Nathalia Arcuri, da Me Poupe!, e Thiago Nigro, do Grupo Primo, também fizeram cortes de equipe.

*AE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *